Publicado em:quinta-feira, 12 de abril de 2018
Postado por Josimar Nunes

Professores municipais de Fortaleza decidem entrar em greve

Os professores municipais de Fortaleza decidiram entrar em greve a partir da próxima semana, no dia 18. A assembleia onde foi deliberado o movimento ocorreu na tarde desta quarta-feira (11), na Escola Filgueiras Lima.

De acordo com Gardênia Baima, membro da diretoria do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação do Ceará (Sindiute), a categoria rejeitou a proposta da Prefeitura de Fortaleza em relação ao piso salarial.

"Segundo a lei do piso dos professores, todos os anos temos um reajuste automático de 6,81%, além do reajuste da inflação. O prefeito Roberto Cláudio já deu um aumento de 2,95%, mas quer parcelar o resto até o mês de dezembro, quando já deveríamos estar discutindo o do próximo ano", colocou.

Ainda segundo a direção do Sindiute, durante o ano de 2017 não houve reajuste para os professores municipais. O movimento grevista vai iniciar com uma manifestação em frente ao prédio da Secretaria Municipal de Educação.

Proposta apresentada
A Secretaria Municipal de Educação informa que ainda não foi notificada sobre a greve. Colocou ainda que a Prefeitura de Fortaleza permanece em constante diálogo com o sindicato da categoria, negociando em reuniões com os representantes dos professores e com a Mesa Central de Negociação.

De acordo com a pasta, foram apresenta duas propostas ao Sindiute para o reajuste do piso nacional do magistério de 2018, que corresponde a 6,81%. Além do reajuste de 2,95%, correspondente à inflação anual medida pelo IPCA, as propostas incluiam a incorporação de 11,2% da Gratificação de Regência de Classe/Permanência em Serviço, ficando em 8,8% da Regência de Classe/Permanência em Serviço. Também foi dada como opção um reajuste de 10% no Auxílio Dedicação Integral (ADI).

Outro ponto levantado pela Prefeitura foi a garantia, por meio da Procuradoria Geral do Município, da emissão de parecer/instrução normativa que assegure aos supervisores e orientadores do concurso de 1994 a manutenção do aditivo de carga horária, já incorporado ao vencimento base. Para tanto, um projeto de lei será apresentado à Câmara Municipal de Vereadores.

A Secretaria Municipal de Educação garante também que cumpre a Lei do Piso, concedendo um valor inicial da carreira acima do piso nacional. Em 2017, a remuneração média de professores e especialistas da rede municipal de ensino foi de R$ 4.647,87. O valor é 9% superior em relação a 2016, considerando o reajuste de 11,36 neste ano.

Em 2018, após o reajuste já concedido de 2,95%, a remuneração média passou a ser de R$ 4.972,82, o que corresponde a um aumento de 6,99% em relação a 2017. Entre 2013 e 2017, segundo a prefeitura, o reajuste acumulado chegou a 51,52%, sendo 14,85% maior que as outras categorias de servidores municipais, que obtiveram 35,67%, reafirmando o compromisso com a valorização dos profissionais da educação.

*Do G1

Postado por Josimar Nunes on 22:41. Tópicos .

0 comentários for "Professores municipais de Fortaleza decidem entrar em greve"

ESPAÇO FEMININO

Total de Acessos

CONSULTORIA TUPPERWARE

CONSULTORIA TUPPERWARE

Mural de recados

Mais acessadas

LEIA A BÍBLIA