Publicado em:sexta-feira, 20 de outubro de 2017
Postado por Josimar Nunes

Tasso deve deixar comando caso Aécio não renuncie

O presidente interino do PSDB, senador Tasso Jereissati (CE), disse a aliados que vai deixar o comando do partido caso Aécio Neves (PSDB-MG) não renuncie definitivamente ao posto na semana que vem. Em conversas reservadas, Tasso afirmou que chegou "ao limite" na queda de braço interna e que não pretende continuar brigando pelo poder com o colega mineiro, licenciado da presidência do PSDB desde maio. O movimento do cearense foi interpretado como um ultimato.
Tasso fez cobranças públicas para que Aécio deixe definitivamente a cúpula tucana, mas o mineiro ainda resiste. A ameaça de Tasso de deixar a presidência interina do PSDB é, segundo seus aliados, uma pressão adicional sobre o grupo de Aécio.
Pedido de prazo
O mineiro pediu até a próxima terça-feira (24) para apresentar uma solução para a bancada. Predomina entre os tucanos o sentimento de que a permanência de Aécio como presidente do partido prejudica a imagem do PSDB para as eleições de 2018.
Eles esperavam que o mineiro deixasse o posto de comando após recuperar o mandato na terça. Senadores do partido se reuniram para discutir o assunto. O encontro da quarta foi marcado por tensão. Aécio fez um apelo "emotivo" e disse se sentir "expulso" da sigla com a pressão.
Porém, o prefeito de São Paulo, João Doria, defendeu a permanência do político mineiro na presidência nacional do partido até as convenções de dezembro.
Apoiado por Aécio, o governador de Goiás, Marconi Perillo, disse, ontem, ser candidato à presidência do PSDB, em dezembro.Tasso, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e o governador paulista Geraldo Alckmin conversaram, ontem, por quase três horas, mas não concederam entrevista à imprensa.
Ligações para ministro
Nesse contexto, um relatório da Polícia Federal tornado público, ontem, colocou ainda mais tensão política. Segundo a PF, o ministro Gilmar Mendes, do STF, conversou com Aécio no dia 25 de abril deste ano, quando deu decisão favorável ao tucano para que ele não precisasse prestar depoimento em inquérito da Lava-Jato. No total, há o registro de 46 ligações via WhatsApp. Em notas, ambos disseram ter tratado da Reforma Política.
*Diário do Nordeste

Postado por Josimar Nunes on 12:36. Tópicos .

0 comentários for "Tasso deve deixar comando caso Aécio não renuncie"

ESPAÇO FEMININO

Total de Acessos

Mural de recados

ANUNCIE CONOSCO

ANUNCIE CONOSCO
Farmácia Leve Mais

Mais acessadas

LEIA A BÍBLIA