Publicado em:terça-feira, 24 de outubro de 2017
Postado por Josimar Nunes

Municípios começam a demitir servidores temporários para equilibrar contas

Tauá e Sobral são exemplos de duas importantes cidades do interior que adotaram como medida drástica contra a alegada crise financeira a redução do número de servidores contratados em caráter temporário. Tauá demitiu pelo menos 300 servidores neste mês de outubro e Sobral pode fechar o mês com cerca de 750 contratados a menos. Redução do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), que de acordo com a Associação dos Prefeitos do Estado do Ceará (Aprece), em outubro chegou a -14,05%, em comparação com o mesmo período do ano anterior (considerando os efeitos da inflação) tem dificultado o pagamento de servidores e de fornecedores.


Ainda de acordo com a Aprece, desde 2011 os aumentos do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) tiveram, respectivamente, crescimento de 43% e 36%.  No entanto, o salário mínimo teve aumento de 72% e o piso do magistério de 93%, apenas para citar alguns gastos. Reflexo imediato disso, argumenta a associação dos gestores municipais, é a incapacidade de muitos municípios honrarem seus compromissos. 43,3% das prefeituras não estão pagando seus funcionários efetivos em dia; 48,3% não estão pagando os seus contratados dentro do mês; e 71,7% não estão em dia com seus fornecedores.

Fonte: Mardem Lopes

Postado por Josimar Nunes on 21:44. Tópicos , .

0 comentários for "Municípios começam a demitir servidores temporários para equilibrar contas"

ESPAÇO FEMININO

Total de Acessos

Mural de recados

ANUNCIE CONOSCO

ANUNCIE CONOSCO
Farmácia Leve Mais

Mais acessadas

LEIA A BÍBLIA