Publicado em:quinta-feira, 24 de agosto de 2017
Postado por Josimar Nunes

Tradições religiosas e briga política são tema do 1º filme gravado em São Gonçalo do Amarante

Política e religiosidade são pano de fundo para a comédia 'Santo de Casa Não Faz Milagre', do roteirista cearense Karlos Emanuel. A trama que está sendo gravada em São Gonçalo do Amarante, Região Metropolitana de Fortaleza, será a primeira produzida naquela cidade.
Na fictícia cidade de Luiz Gonzaga, no interior do Ceará, o prefeito 'Zequinha do Espírito Santo' quer construir uma faraônica estátua dedicada ao santo padroeiro São José, com o objetivo de garantir sua reeleição. O problema é que o santo está com a popularidade em baixa, pois não anda fazendo milagres naquela região. 
Interessado na reeleição, o político tenta uma forma de resgatar a tradição e ganhar respaldo com isso. Vendo o jogo de interesse, o padre Emiliano não quer deixar a ideia de Zequinha ir à frente. Ai que começa o engodo.
Inspiração
Karlos Emanuel explica que o enredo partiu de uns rabiscos que ele tinha feito com a intenção de transformar a história em um livro, mas, ao compartilhar a história com colegas de São Gonçalo, os planos mudaram.
“Eu sempre gostei de escrever, pois também sou jornalista. Eu aguardava muito para transformar o projeto em um livro. Já estava quase toda completa [a história], mas eu acabei não concluindo. Apresente para jovens de várias áreas, como músicos e atores. Eles gostaram do roteiro e, juntos, decidimos abrir uma produtora, a Anacetaba”, explica o roteirista.
O nome da empresa criada para gravar as imagens remete ao primeiro nome do município, que foi fundado pelos índios Anacés. As cenas estão sendo gravadas em Siupé, distrito da cidade. Lá, a igreja, um dos principais palcos do filme, resguarda ainda tradições como os leilões, além de ter uma estrutura que remete à antiguidade.
Quase pronto
O produtor, que também natural da cidade, afirma que o filme já está em 80%. Para realizar as gravações, o grupo contou com um aporte de cerca de R$ 10 mil, obtidos por meio de 'vaquinha online' e ainda de comerciantes da região e da prefeitura, que forneceu equipamentos. A produção deve ser concluída e exibida até novembro deste ano.
“O nosso objetivo é primeiro concluir a produção, principalmente porque nunca teve uma lá [em São Gonçalo], depois a gente deseja fazer uma mostra itinerante no município. O grande sonho é veicular o filem, que é uma média de cerca de 40 minutos, no próximo Cine Ceará, em 2018, e tentar editais para transformar em longa metragem”, comenta Karlos.
O filme tem a direção de Bruno D’Moraes, direção de fotografia de Ana de Sousa, direção artística de Fabrícia Góis, direção de som de Matheus Alves, direção de cenografia de Álvaro Queiroz, direção de produção de Tercio dos Santos, direção musical de Matheus Lopes e preparação de elenco de Osmildo Dias.

Postado por Josimar Nunes on 22:04. Tópicos .

0 comentários for "Tradições religiosas e briga política são tema do 1º filme gravado em São Gonçalo do Amarante"

ESPAÇO FEMININO

Total de Acessos

Mural de recados

ANUNCIE CONOSCO

ANUNCIE CONOSCO
Farmácia Leve Mais

Mais acessadas

LEIA A BÍBLIA