Publicado em:quarta-feira, 5 de abril de 2017
Postado por Josimar Nunes

Uruburetama: Comunidade acredita que toda a família de mulher mantida em cárcere por 16 anos tem doença mental


A mulher que foi libertada, após 16 anos presa em um quarto, era cuidada pelo irmão, João Braga, que está preso em Uruburetama. Após a grande comoção em torno deste caso, a reportagem do Barra Pesada esteve no local para ver como estava Maria Lúcia, de 36 anos, vítima e também conversar com a população, que afirma que o irmão e os outros familiares têm problemas mentais.

Um dos moradores do local, Pedro Júnior, fala da comoção da história e também pela situação do irmão de Maria Lúcia. “A gente fica comovido com a situação que está acontecendo hoje e estamos comovidos também com a prisão do irmão, pois todos eles da família são doentes mentais. Então, todo mundo fica triste, comovido com essa história”, diz.

O irmão de Maria Lúcia era o responsável por cuidar e ter deixado a irmã naquela situação. “Infelizmente, quando a gente ia lá, tentava se aproximar, era difícil. Eles agiam como se aquela situação fosse normal”, afirma um morador.

Segundo a polícia, ela vivia em um cômodo isolado, sem banheiro, somente com uma rede e com o teto prestes a desabar. O motivo é que ela teria engravidado e a família não aceitou gravidez, mantendo ela trancada com vergonha da sociedade. Agora, Lucinha está aos poucos reaprendendo como o mundo é. Está tentando falar e escrever.

Postado por Josimar Nunes on 20:10. Tópicos , .

0 comentários for "Uruburetama: Comunidade acredita que toda a família de mulher mantida em cárcere por 16 anos tem doença mental"

PARABÉNS UMIRIM

PARABÉNS UMIRIM

ESPAÇO FEMININO

Total de Acessos

Mural de recados

ANUNCIE CONOSCO

ANUNCIE CONOSCO
Farmácia Leve Mais

Mais acessadas

LEIA A BÍBLIA