Publicado em:terça-feira, 16 de fevereiro de 2016
Postado por Josimar Nunes

Hospitais restringem atendimento no Interior

O Hospital Polo de Limoeiro do Norte informou, na sexta-feira, que não atenderá mais pacientes de onze municípios da região por ter o repasse de R$ 90 mil do Estado suspenso pelo Cesau Foto: Ellen Freitas Em Iguatu, desde o ano passado o prefeito tenta encontrar uma solução para as dificuldades de custeio do Hospital Regional ( Foto: Honório Barbosa )
Limoeiro do Norte Em meio às viroses que atormentam a população do Ceará, a crise que se arrasta há algum tempo nos hospitais polos do Interior assume contornos cada vez mais graves. Pelo menos duas unidades, na região Jaguaribana, já sinalizaram suspender os atendimentos: Limoeiro do Norte e Aracati. A primeira informou, na última sexta-feira (12), que não atenderá mais a pacientes da região. Já Aracati espera que os municípios paguem os repasses atrasados, sob pena de suspensão, caso o acordo não seja cumprido nos próximos dias.
A decisão foi tomada, segundo o prefeito de Limoeiro do Norte, Paulo Duarte, após o Hospital Municipal Dr. Deoclécio Lima Verde ter o repasse de R$ 90 mil mensais suspenso pelo Conselho Estadual de Saúde (Cesau).
Segundo o prefeito, para atender à demanda dos onze municípios, o hospital consome R$ 1,250 milhões e, para isso, recebia do Estado, municípios pactuados e governo federal R$ 400 mil, ficando o restante sendo pago pelo Município.
"O dinheiro do Estado, que já era pouco, nós não vamos receber mais. Não é justo Limoeiro continuar bancando, sem poder, a saúde de uma parte da região", criticou o gestor.
Em Aracati, a situação é mais crítica devido à inadimplência das prefeituras com o hospital filantrópico Santa Luiza de Marilac. De acordo com o diretor da unidade, Júnior Porto, há municípios com três a seis meses de repasses atrasados que deveriam ter sido pagos em 2015. Além disso, o Estado e governo federal também não realizaram repasse neste ano.
"Procuramos os municípios para que realizassem os pagamentos, alguns já fizeram parte do pagamento, outros se comprometeram. No caso de Icapuí, a Prefeitura deixou de nos repassar seis meses e, caso não seja quitado, vamos ter que fechar o atendimento para os pacientes de lá", frisou Júnior Porto. O hospital é a única maternidade a atender os cinco municípios da 7ª Regional de Saúde.
Já em Iguatu, na região Centro-Sul do Estado, o prefeito Aderilo Alcântara aguarda uma audiência, nos próximos dias, com o governador Camilo Santana, para tratar do financiamento do Hospital Regional, unidade polo de atendimento para dez municípios. Desde o ano passado que o gestor tenta encontrar uma solução para as dificuldades de custeio: faltam recursos financeiros, médicos e medicamentos.
Alcântara frisou que mensalmente a Prefeitura transfere R$ 700 mil para o Hospital, o governo do Estado, R$ 390 mil, e o governo federal, R$ 400 mil, totalizando quase R$ 1,5 milhão. "Esses recursos são insuficientes para um hospital com 120 leitos, UTI e atendimento a dez municípios da região", disse. "Não é justo Iguatu arcar com uma parcela maior", frisou.
No ano passado, o atraso no repasse do Município para a unidade resultou no cancelamento do contrato de gestão com a Sociedade Beneficente São Camilo, que, desde novembro de 2013 administrava o Hospital. Esse foi mais um capítulo da crise financeira que afeta o setor de Saúde no Ceará, em particular os hospitais polos regionais.
A Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) informou, por meio da sua assessoria, que, em relação ao Hospital Polo Santa Luiza de Marilac, em Aracati, o repasse dos recursos, no total de R$ 312 mil, referente aos meses de janeiro e fevereiro, já será feito nesta semana.
Sobre o Hospital Polo de Limoeiro do Norte (Hospital Municipal Dr. Deoclécio Lima Verde), que recebe por mês R$ 90 mil da Sesa, o Conselho Estadual de Saúde decidiu não aprovar a liberação dos recursos com o argumento de que o hospital não realiza atendimento regional. A Secretaria da Saúde está discutindo e analisando outras possibilidades de atendimento à população dos municípios da região.
*Diário do Nordeste

Postado por Josimar Nunes on 22:36. Tópicos .

0 comentários for "Hospitais restringem atendimento no Interior"

ESPAÇO FEMININO

Total de Acessos

Mural de recados

ANUNCIE CONOSCO

ANUNCIE CONOSCO
Farmácia Leve Mais

Mais acessadas

LEIA A BÍBLIA