Publicado em:terça-feira, 22 de dezembro de 2015
Postado por Josimar Nunes

Governador estuda lei que obriga a entrada de agentes de endemia nas residências

Mais de 22 mil agentes de endemias e saúde vão realizar vistorias em todas as residências e prédios públicos do Ceará. O anúncio foi feito, nesta segunda feira (21), durante lançamento do conjunto de ações do governo estadual para barrar o avanço da dengue, chikungunya e zika, doenças transmitidas pelo Aedis aegypti.
O governador Camilo Santana, que participou da solenidade, também informou a formação de um comitê, com a participação de vários órgãos, com o objetivo de articular, coordenar e avaliar ações destinadas ao controle da proliferação do mosquito.
Uma das principais medidas vai ser a instalação de telas de proteção, em todas as caixas d’agua do estado. A ação será realizada pelo Exército brasileiro, segundo informações da Rádio Tribuna BandNews FM.
Camilo Santana afirmou que ainda pretende criar uma lei que multe o morador que não permitir a entrada do agente de endemias na residência.
Segundo ele, o governo verifica se legalmente é possível adotar a medida em situações de emergência, epidemia ou crise que cause risco à saúde pública.
“Em situações de emergência, epidemias que causam risco a saúde pública, todos os proprietários serão obrigados a abrir os seus imóveis para que os agentes possam entrar e fazer as inspeções. E nos imóveis que estejam fechados, ou que a gente não consiga identificar seus proprietários, a Justiça permita a gente abrir esses imóveis para fazer as ações. Estamos avaliando se uma lei resolve o problema, é claro que até para essa lei, nós teremos uma parceria entre Tribunal de Justiça e Ministério Publico, autorizando essas ações dos secretários de saúde dos municípios nessas residências”, explica o governador.
Já de acordo com o prefeito Roberto Claudio, em Fortaleza, os trabalhos vão ser intensificados na Regional VI, local de maior incidência do mosquito. “Nessas áreas de maior infestação, ao invés de uma visita por mês, nós faremos uma visita por semana em cada uma dessas residências”.
Para dar suporte às ações, serão utilizadas três toneladas de larvicida para a eliminação do mosquito, distribuídas para os 184 municípios do estado, além de 33 carros fumacê.
Em 2015, de acordo com o último boletim epidemiológico da Secretaria de Saúde do Ceará, foram notificados quase 55 mil casos de dengue, além de 128 suspeitas de microcefalia relacionadas ao zika vírus.
*Tribuna do Ceará

Postado por Josimar Nunes on 00:20. Tópicos .

0 comentários for "Governador estuda lei que obriga a entrada de agentes de endemia nas residências"

ESPAÇO FEMININO

Total de Acessos

Mural de recados

ANUNCIE CONOSCO

ANUNCIE CONOSCO
Farmácia Leve Mais

Mais acessadas

LEIA A BÍBLIA